EMATUM: o negócio por esclarecer

O juro sobre os 850 milhões de dólares em Eurobonds emitidas pela Empresa Moçambicana de Atum (EMA­TUM), onde 500 milhões estão sob responsabilidade di­recta do Estado e 350 milhões da EMATUM, mas com aval do Estado, atingiu um valor recorde, pouco antes do pagamento da próxima prestação da dívida, que de­verá acontecer a 11 de Março, escreveu recentemente a agencia noticiosa Bloomberg. O juro da dívida da EMA­TUM subiu até 13.54% e está mais altos em 237 pontos base este ano, em comparação com a subida de 29 pontos base para 7.31% nos juros médios das taxas aplicadas às dívidas soberanas de mercados emergentes, refere ainda a Bloomberg e acrescenta que os investidores aguardam pela proposta de reestruturação da dívida que está sendo feita pelo BNI, a pedido do Governo.

Esta é a saída encontrada para evitar um futuro indeseja­do, que poderá consistir em alargar o prazo de pagamento e reduzir o valor a pagar por prestação. As negociações entre os credores e a empresa EMATUM estão ainda em curso, segundo assegurou esta semana o Ministro da Eco­nomia e Finanças. Até lá, caso a empresa não tenha capa­cidade para fazer o pagamento, caberá ao Estado pagar a tranche, à semelhança da última prestação.

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *