Anel vaginal protege as mulheres do vírus da Sida, dizem especialistas

Anel vaginal protege as mulheres do vírus

Uma equipa de investigadores revelou, esta segunda-feira, durante a Conferência Internacional sobre a Sida na África do Sul que o anel vaginal pode ser uma forma eficaz de prevenção para as mulheres.

A luz ao fundo do túnel na luta contra o vírus da Sida começa a ser vista com mais proximidade. Esta é a mensagem que uma equipa de investigadores passou, esta segunda-feira, na Conferência Internacional sobre a Sida na África do Sul.

De acordo com os especialistas, colocar um anel de silicone com um fármaco antiviral (o dapivirine) na vagina é capaz de proteger 75% das mulheres do vírus da Sida. De um modo geral, dizem, o risco das mulheres contraírem VIH caiu para 56%, uma vez que a existência de uma bactéria no organismo do sexo feminino pode comprometer a eficácia deste métido.

Um estudo com 120 mulheres conseguir provar que aquelas que possuem a bactéria ‘prevotella’ em maiores níveis correm um risco 20 vezes maior de contrair a doença, o que não acontece quando a mulher apresenta um equilíbrio bacteriano na vagina, que faz com que o fármaco antiviral seja mais eficaz – como provou uma outra investigação com mais de 3.000 mulheres.

Como conta o site da NBC News, este anel foi desenhado para que as mulheres tenham uma forma discreta de proteção em situações em que não conseguem impedir o ato sexual (como acontece com uma violação).

Noticias ao minuto

COMENTE PELO FACEBOOK

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *