Treinador olímpico morre no Rio e salva quatro vidas

Stefan Henze tinha 35 anos e era treinador da equipa olímpica de canoagem slalom da Alemanha. Estava no Rio de Janeiro como parte da equipa de treinadores, mas ele próprio já tinha sido um atleta olímpico e chegou mesmo a ganhar uma medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2004, em Atenas, nas provas de canoagem slalom dupla.

Na madrugada de sexta-feira, foi transportado para o hospital depois de ter sofrido um acidente de viação. O táxi onde seguia com outros membros da equipa alemã embateu contra uma barreira de cimento. Foi submetido a uma cirurgia de emergência ao cérebro, mas não resistiu aos ferimentos. Na segunda-feira, o Comité Olímpico alemão anunciou que tinha morrido.

 Desde então, os seus órgãos já salvaram quatro vidas. A família do canoísta consentiu que os seus órgãos fossem doados e os seus rins, fígado e coração já foram transplantados, conta o Independent.

O Comité Olímpico Internacional disse que está “de luto pela morte de um verdadeiro Olímpico”. Também o Comité Olímpico Alemão afirmou que “não há palavras para descrever o que sentimos na equipa por esta perda terrível” e decretou que a bandeira alemã devia estar a meia haste em todos os eventos dos Jogos Olímpicos.

Observador 

Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *