Embaixador americano em Maputo considera trégua de sinal encorajador

Dean Pittman reconhece passos do Governo para esclarecer o caso das dívidas ocultas.

O embaixador americano em Maputo classificou de “sinal encorajador” a trégua de uma semana declarada pelo líder da Renamo.

“O empenho de ambas as partes na busca de uma solução pacífica e duradoura para a violência contínua é bem-vindo. Esperamos que esse empenho resulte num acordo que traga Moçambique de volta a um caminho de paz e estabilidade”, lê-se no comunicado assinado por Dean Pittman e enviado nesta quarta-feira, 28, à imprensa por ocasião do fim-de-ano.

O diplomata americano lembrou que a violência “ceifou vidas, lesou famílias, interrompeu o comércio e manteve crianças fora da escola”, com destaque ainda para os ataques a postos de saúde, assassínios de políticos, ataques a viaturas e sequestros.

Na mensagem, Dean Pittman lembrou as dívidas ocultas contraídas pelo Governo moçambicano, facto que levou à suspensão do apoio dos Estados Unidos e dos principais parceiros de Moçambique.

“O impacto desses empréstimos contraídos, violando a Lei Orçamental e a Constituição, sobre a economia e a confiança dos investidores e doadores é sentido em todo o país”, sublinha Dean Pittman, destacando, no entanto, “os passos que o Governo está agora a tomar”.

Para o embaixador americano em Maputo, a auditoria independente e uma investigação das irregularidades por parte da Procuradora-Geral da República, “são fundamentais para restaurar a confiança e colocar a economia de volta a um caminho sustentável”.

VOA

COMENTE PELO FACEBOOK

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *