Mia Couto recebeu o titulo Honoris Causa

Loading...
O escritor moçambicano Mia Couto foi atribuído o titulo  Honoris Causa em Humanidades pela Universidade A Politécnica, numa cerimónia  que contou com presença do chefe do moçambicano, Filipe Jacinto  Nyusi, e do antigo chefe de Estado Joaquim Alberto Chissano.
 No seu discurso Mia Couto pediu aos lideres
políticos nacionais para não usarem o povo como carne para canhão, considerando
que o diálogo e a inclusão são elementos para a paz em Moçambique. “Não nos usem como carne para canhão, não servimos de meio de troca. Quem quiser fazer política que faça política, mas que não aponte uma arma contra o futuro dos nossos filhos. Os donos das armas precisam perceber que nós merecemos todo respeito e merecemos viver sem medo. Queremos ajudar a construir uma nação que
assume sem medo as suas diferenças e diversidades É difícil imaginar o quanto, mesmo ouvindo, podemos ser surdos. Escutamos os que estão próximos os que nos obedecem, os do nosso partido, e dispensamos tudo o resto.
A literatura deve assegurar que o país respire em paz e possa sonhar, Disse Mia
Couto.  acrescentando que  a guerra não permite que o povo sonhe”.

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.