Duas empresas foram seleccionadas para produzirem canábis sativa e vender em farmácias- Uruguai

Duas empresas receberam autorização do governo uruguaio para cultivar legalmente marijuana, controlada pelo Estado, que vai ser vendida em farmácias, como autoriza a lei pioneira, aprovada em 2013, que despenaliza a produção e o comércio de cannabis sativa

O presidente da Comissão Nacional de Estupefacientes, dependente da Presidência da República, Juan Andrés Roballo, explicou em conferência de imprensa que se trata de um passo fundamental na concretização da legislação, cujos objetivos principais são os de regular o consumo e lutar contra o tráfico de droga e o crime organizado.

Até agora, os cultivadores domésticos e os organizados em clubes de canábis são os únicos que podem beneficiar da recente regulação, com cerca de três mil utilizadores legalizados no país, segundo fontes oficiais.

O concurso foi disputado por 22 empresas, tendo sido vencedoras a Simbiosis e a Icorp, que vão produzir até duas toneladas anuais.                                                                              O primeiro produto deverá chegar às farmácias dentro de oito meses para ser vendido a pouco mais de um dólar (89 cêntimos de euro) por grama.

Equipa do Infromoz

Infromoz é o seu Portal de notícias, entretenimento, moda música, videos tutoriais e publicidades. O nosso objetivo é deixar o publico bem atualizado com as últimas notícias vídeos e muito mais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *