Polícia da República de Moçambique garantiu que Afonso Dlhakama permanece na Beira

Loading...

A Polícia da República de Moçambique (PRM) desmente informações postas a circular segundo as quais Afonso Dhlakama, o líder da Renamo, do maior partido da oposição no país, teria abandonado a sua residência na cidade da Beira, capital da província central de Sofala.
O líder da Renamo não é visto em público desde o passado dia 9 do corrente mês, um dia depois de ter fixado residência na Beira, após cerca de duas semanas em parte incerta algures na província Sofala. Também foi na mesma data que as Forças de Defesa e Segurança invadiram a residência de Dhlakama para exigir as armas que se encontravam ilegalmente na posse da sua escolta pessoal.
A monitoria, o controle, protecção e segurança que está sendo garantida ao líder da Renamo que está na sua residência continua. Nós estamos a proteger a sua integridade física. Então, a informação (sobre o desaparecimento de Dhlakama) não constitui verdade, pois nós continuamos a protegê-lo na sua residência, na Beira, disse o Porta-Voz do Comando Geral da Polícia, Inácio Dina.
A segurança ao líder da Renamo está sendo efectuada pela Polícia. Se há envolvimento de outra força estranha não temos conhecimento, asseverou Dina.
Refira-se que dias após o desarmamento da guarda de Dhlakama, o porta-voz do líder da Renamo, António Muchanga, exigiu em conferência de imprensa a criação de uma equipa conjunta para a sua protecção.
Entretanto, Dina disse que a PRM de forma alguma poderá uma decisão autónoma sobre o assunto, remetendo o assunto às lideranças políticas.

 

fonte: http://macua.blogs.com/

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *