Militares retomam escolta de viaturas civis na EN1 entre Muxungue e Save

Militares retomam escolta de viaturas civis na EN1 entre Muxungue e Save

A circulação rodoviária en­tre a ponte que atravessa o rio Save e o posto admi­nistrativo de Muxúnguè, ao lon­go da Estrada Nacional número Um, na província de Sofala, está condicionada desde a passada quarta-feira, sendo que as viatu­ras circulam em colunas acom­panhadas de escolta militar. Os veículos transportando pessoas e bens só são autorizados a cir­cular apenas no período diurno.

A reintrodução de colunas es­coltadas no troço em referência vem fazer face, de acordo com a Polícia da República de Moçam­bique, aos últimos cinco ataques “protagonizados nos dias 11 e 12 deste mês pelos homens ar­mados da Renamo neste troço, que resultaram em ferimentos ligeiros em quatro pessoas e da­nos também ligeiros em cinco viaturas. Foi uma situação em­baraçosa que criou pânico no seio dos automobilistas e inse­gurança nesta rodovia, daí que decidimos passar a escoltar as viaturas”.

Por dia, há apenas duas es­coltas de Muxúnguè para Save e vice-versa. A primeira coluna parte de Muxúnguè cerca das 07h00 e chega a Save cerca de uma hora e meia depois. Os mesmos elementos das Forcas e Defesa e Segurança saem de Save com outros automobilistas, cerca das 09h00, já no sentido contrário.

A segunda coluna sai de Mu­xúnguè cerca das 14h00 fazen­do o sentido inverso e retorna a Muxúnguè perto das 17h00.

opais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *