Barack Obama admite erro na intervenção militar de 2011 na Líbia

Barack Obama admite erro na intervenção militar de 2011 na Líbia

O presidente norte-americano, Barack Obama, admitiu, este domingo, que errou ao não pensar no futuro da Líbia, após a intervenção militar de 2011, que derrubou a ditadura de Muammar Kadhafi.

Numa entrevista à estação televisiva Fox, Obama foi confrontado com perguntas sobre o seu trabalho na Casa Branca, que terminará em janeiro de 2017, quando tomar posse o novo presidente eleito nas presidenciais de novembro.

«Qual foi o seu pior erro?», pergunta à qual Obama respondeu da seguinte forma:

– Provavelmente, não planear o dia seguinte… Ainda assim, sinto que a decisão correta foi intervir na Líbia.

Numa entrevista publicada, em março, na revista The Atlantic, Obama reconheceu que foi um erro intervir militarmente na Líbia ao abrigo da NATO (Organização do Tratado do Atlântico Norte), em 2011.

«Quando olho para trás e me questiono o que correu mal, há margem para críticas, porque tinha mais fé em que os europeus, dada a proximidade da Líbia, se envolvessem mais na estabilização do país depois da operação militar», disse, então, Obama, referindo-se, em particular, à França e ao Reino Unido.

Abola

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *