Reacção da Reunião do Comité Central da Frelimo

Loading...

REAGINDO ÀS RESOLUÇÕES DA V SESSÃO DO COMITÉ CENTRAL DO PARTIDO NO PODER, TERMINADA SÁBADO, DIA 16 DE ABRIL DO ANO EM CURSO

I IV- SITUAÇÃO POLÍTICO/MILITAR:

O Comité Central da Frelimo, ao emitir uma resolução que não trás novidades sobre os critérios de desarmamento da Renamo e ao mesmo tempo recomenda às instâncias judiciais do país para incriminar Afonso Dhlakama e o seu partido Renamo, pelo derramamento de sangue numa guerra promovida pelo Governo do Presidente Nyusi, acabou frustrando à esperança de milhões de moçambicanos que tinham como esperança, uma resolução de cessar fogo e a retomada de negociações inclusivas alargadas à outras forças políticas no processo da reconciliação nacional e da PAZ!

A Frelimo, continua a lidar com a opinião pública moçambicana duma forma leviana e de total desprezo, pois manifesta à vontade de accionar mecanismos legais para o banimento da Renamo no mercado político nacional e ao mesmo tempo também emite uma resolução que encoraja o Governo à negociar com a Renamo o mais breve possível!

Que inconcluênca?

Nós os moçambicanos, estamos espantados, pois o envolvimento dos órgãos judiciais, num processo puramente de índole político, mais uma vez acabamos de compreender que a Frelimo convocou o seu Comité Central para vincar publicamente o anulamento de todas conquistas de reconciliação ganhas pelos moçambicanos através do AGP, e formalizar oficialmente à estratégia de Angola, donde à justiça angolana teria emitido um mandato público de captura contra Jonas Savimbi, o que deu luz verde para às Forças Armadas Angolanas para perseguir e assassinar Jonas Savimbi, alegando que Savimbi encontrou à morte em pleno troca de tiros entre o e UNITA!

II – SITUAÇÃO ECONÓMICA E DÍVIDAS ILEGAIS EXTERNAS

A OPOSIÇÃO CONSTRUTIVA, recomenda ao Presidente da República, pedir a Assembleia da República, para convocação da plenária extraordinária apenas afim de debater um único ponto CONSTRUTIVO:

1. Convocação do governo para esclarecer aos deputados da AR o pedido da OPOSIÇÃO (RENAMO) sobre à origem das dívidas públicas imputados aos moçambicanos para pagar, sem chancela da Assembleia da República;

O Bloco da Oposição Construtiva, acredita que reconciliado o conflito entre os dois poderes separados do Estado, nomeadamente Governo e à Assembleia da República, sobre os casos EMATUM e PROINDICUS e o SIGNIFICADO DA DIVIDA SOBERANA ( cujos seus rostos são: ARMANDO GUEBUZA, MANUEL CHANG, AYUBA CUERENEIA, ERNESTO GOVE e outros!

O passo a seguir poderá se contar com uma Delegação Moçambicana para deslocar à Washington, afim de esclarecer o que teria sido atropelado, por regime de Guebuza e procurar novas plataformas para resgatar à confiança com a FMI!

Caso ao contrário, estão criadas condições para a convocação de eleições gerais antecipadas, afim de eleger novos timoneiro comprometidos profundamente com a Constituição da República e demais leis!

Pois o presente Executivo e o Parlamento, maioritariamente dominado pela Frelimo já perdeu confiança com os moçambicanos e consequentemente com os parceiros financeiros internacionais!

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *