Silvério Ronguane exige responsabilização da má gestão da coisa pública

Loading...

Silvério Ronguane exige responsabilização da má gestão da coisa pública

Silvério Ronguane, deputado do MDM, na sua intervenção de insistência, analisando a Conta Geral do Estado de 2014, primeiro questionou às contas encerradas em todo o país por falta de saldo ou sem movimento, sendo 530 no Banco de Moçambique e 34 nos bancos comerciais, representando 94% de todas as contas encerradas, o que para si demonstra má gestão daquela instituição bancária. Segundo, o deputado chama atenção ao facto do Banco Central ter perdido 57% dos seus dividendos, em 2013.

Face aos falhanços, segundo Ronguane, esperava que Carlos Agostinho do Rosário olhasse com preocupação a instituição e que apresentasse números como aqueles que expôs. Mas, para o espanto do deputado, “é nesta instituição onde o Primeiro-Ministro vai buscar PCA, dando exemplo das empresas como Caminhos de Ferro e Linhas Aéreas de Moçambique. “Onde quer, senhor Primeiro-Ministro, conduzir o país?”, pergunta Ronguane.

Para Ronguane, o Governo não é de contas certas, por isso MDM, o seu partido, não vai acolher o relatório.

Opais

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *