Mais de 100 membros da Frelimo assassinados pela Renamo no 1º semestre em Sofala

Loading...

Cento e oito membros do partido Frelimo foram assassinados nos últimos seis meses pelos homens armados da Renamo, em várias regiões da província de Sofala.

A informação foi avançada, este sábado, pelo primeiro secretário da Frelimo em Sofala, Paulo Majacunene, na abertura da sétima sessão ordinária do Comité provincial desta formação política que decorre na cidade da Beira.

Majacunene explicou que a maioria dos membros do seu partido, foram mortos depois de terem sido raptados, na calada da noite nas suas residências pelos homens armados.

Na mesma sessão, o chefe da brigada central da Frelimo de assistência à província de Sofala, Alberto Chipande, voltou a condenar os ataques perpetrados pela Renamo a civis na reunião centro do país

“ Essa acção belicista programada pelos homens armados da Renamo impede a circulação de homens e bens, ao atacar, raptar, matar, saquear os bens da população. Mais uma vez a Frelimo condena com veemência essas acções que infelizmente continuam a acontecer, numa altura em que já foi reatado o diálogo político na presença de mediadores internacionais”, frisou o chefe da brigada central da Frelimo de assistência à província de Sofala, Alberto Chipande.

RM

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *