A polícia também marchou em peso

Loading...

Decorreu na manhã de hoje 27 de Agosto de 2016 na cidade de Maputo,  uma marcha popular contra a crise política, dívidas escondidas  e a sessação das hostilidades.

 A caminhada, teve início na estátua Eduardo Mondlane, na avenida com o mesmo nome, e foi desaguar em frente do Concelho Municipal da Cidade de Maputo.

Exibindo cartazes com os dizeres “Stop Fome”, “Não há governo sem povo”, os manifestantes esperam que esta marcha traga uma luz no fundo do túnel no que concerne as suas preocupações.

A marcha pacífica, foi organizada pelo Parlamento Juvenil de Moçambique, contou com a presença do Presidente do Concelho Municipal de Quelimane, Manuel de Araújo,  Alice Mabota, presidente da Liga dos Direitos Humanos (LDH), que em Junho último esteve envolvida numa outra caminhada igualmente pouco concorrida, que visava exprimir a insatisfação do citadinos com a crise política e económica e falta de segurança, convidou os moçambicanos a perderem o medo da Polícia que, na sua óptica, pode impedir que as pessoas marchar livremente.

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *