PRM aconselha Ivone Soares a abandonar Quelimane

Loading...

A Polícia da República de Moçambique (PRM) ao nível da província central da Zambézia, aconselharam a chefe da bancada parlamentar do maior partido da oposição na nossa pérola do Ätum”, Ivone Soares, a não sair de casa ou a regressar a Maputo, por alegada falta de segurança.

Ivone Soares disse ao que o chefe da Unidade de Protecção de Altas Individualidades na Zambézia, deslocou-se à sua residência para a convidar a não sair de casa ou a abandonar a província, de regresso a Maputo, porque as autoridades não se responsabilizariam pela sua segurança, depois do atentado que ocorreu na passada quinta-feira, quando Ivone Soares acabava de chegar à cidade de Quelimane em missão de trabalho.

Ivone Soares, que continua em Quelimane, disse que recebeu uma mensagem telefónica informando-a de que tinham chegado àquela cidade elementos do GOE, uma unidade especial da Polícia, para assassiná-la.

A deputada Ivone Soares, que tinha programada uma visita à Penitenciária Provincial da Zambézia, disse que foi impedida pela Direcção daquela unidade prisional, por ordem do ministro da Justiça. Ela diz que a visita tinha sido acertada duas semanas antes de ela partir para Quelimane.

CANALMOZ

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *