O regime de Moçambique, endurece o discurso de “aumento de produção e produtividade

Loading...

O regime de Moçambique, endurece o discurso de “aumento de produção e produtividade” no país que a politica de emprego é quase inexistente, isso é falta de respeito ao povo.

O Governo de Moçambique, mediu a propulsão popular com a subida de preço de combustíveis, os governantes do regime da Frelimo sem piedade vieram ao publico afirmar que esta subida não iria afectar os preços dos produtos alimentar básico, porque o governo subsidiou os transportes públicos e privado, vimos durante a reunião dos camaradas na matola o desfiles dos ministros influentes do Nyusi, nomeadamente: MALEIANE, da Economia e Finança, MESQUITA, do Transporte e Comunicações, e RAGENDRA DE SOUSA, o Vice-Ministro da Industria e Comercio.

Estes Governantes, parece nao terem nascido em Moçambique, vamos por partes

Os Ministros das Financas e Transporte, afirmam que a subida dos combustiveis nao vai afectar o sector dos transportadores porque o governo subsidia em cada metical a 31 meticais/litro, isso não abre espaço para subida de preço nem de transporte mesmo dos produtos incluindo sector de pesca e agricultura, mais uma vez digo estes ministros do regime da frelimo parece nao ter nascido em moçambique.

PRIMEIRA REACÇÃO NEGATIVA DOS TRANSPORTADORES AO GOVERNO

O representante da FEMATRO, disse ontem em Maputo que o subsidio é valido apena para os transportadores urbanos, não para transportadores inter distrital e provinciais, havendo a hipotesse de nos proximos dias aumentar a tarifa dos transportes (fonte STV)

Os senhores MINISTROS DAS FINANÇAS E TRANSPORTE, ontem em quase todo País houve um ensaio da paralização dos transportadores privado alegando a insustentabilidade da subida dos combustiveis, nos principais centros urbanos com o braço armado do regime contigente policiais, Senhores Ministros até quando o povo vai suportar isso num estado que não tem capacidade de assegurar o sector dos transportes que é vital na vida do cidadão.

Quantos Machibombos e politica rodoviaria ou mobilidade o EMTPM, tem para responder a demanda urbana? Repito esses Ministros não nasceram em Moçambique foram importados, o Governo da Frelimo reunido na matola, tomou medidas para redução dos produtos da primeira necessidades ou basicas? NÃO, TESTOU A REACÇÃO POPULAR COM SUBIDA DOS COMBUSTIVES QUE NO MERCADO INTERNACIONAL DESCEU EM MAIS DE 50%.

E ai entra o Ministro que estudou nas escolas do FMI, incentiva o aumento da produção e produtividade na improdutividade que o país vive, ISSO CHAMA-SE INSULTO AO POVO, Senhores governantes, não basta falar, criem e adotem politica do emprego, empreguem o povo em varias areas produtivas, na AGRICULTURA INDUSTRIAL E MECANIZADO, que nao EXISTE, na INDUSTRIA EXTRATIVA, que nao EXISTE, na INDUSTRIA TRANSFORMADORA que não EXISTE, na CADEIA DE VALORES que não EXISTE.

SENHOR, RAGENDRA o aumento da PRODUÇÃO E PRODUTIVIDADE, que se refere em que area? Será nos BENS E SERVIÇOS? será na CORRUPÇÃO, ROMBOS FINANCEIROS, TRAFICO DE INFLUENCIA?

João Massango

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *