Director da Young África é afastado do cargo por assédio sexual

Loading...

A GOVERNADORA de Sofala, Maria Helena Taipo, ordenou a destituição de Mário Barbito, director da Young África, uma instituição de formação técnico-profissional situada no distrito de Dondo, e solicitou a sua detenção. Mário Barbito é acusado por estudantes do sexo feminino de assédio de forma persistente.

Algumas funcionárias também se queixaram de perseguição quando tentassem intervir em protecção das raparigas.

Uma estudante que se identificou como Aissa Nhamazato contou à governadora que por várias vezes o director a assediou com promessas de pagamento de propinas no ensino superior, arrendamento de casa e outras benesses.

“Eu sempre neguei e isso fez com que me perseguisse. Não me queria ver com as minhas amigas, muito menos com colegas do sexo masculino. Sofri muita perseguição a ponto de pretender abandonar o curso”, contou Aissa.

A denúncia feita por esta aluna foi precedida por outra da funcionária Ilda Muchangage, que disse ter acolhido a estudante vítima de assédio no seu quarto, acção que lhe custou caro, pois começou a ser injuriada pelo director.

“Ele chamou-me todos os nomes. Senhora governadora, eu sofro perseguição aqui por ter protegido as raparigas vítimas de assédio sexual”, afirmou.

Maria Helena Taipo, que na manhã de sexta-feira efectuou uma visita-relâmpago àquele estabelecimento de ensino técnico-profissional, constrangida com o relato das estudantes, questionou às autoridades de Administração da Justiça se não havia matéria suficiente para a detenção do director da Young África.

Noticias

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *