Governo diz que não há ruptura de combustíveis

Loading...

O governo moçambicano garante que não existe ruptura de combustíveis líquidos no país, sobretudo na capital do país, bem como na província meridional de Maputo.

Noticias postas a circular na tarde de sexta-feira nas redes sociais apontavam para uma crise de combustíveis, algo que provocou algumas enchentes nas bombas da cidade e província, de cidadãos que pretendiam abastecer as suas viaturas.

Outras notícias, também veiculadas através das mesmas plataformas, indicavam a eminência da subida de preços de combustíveis.

Convidado pela Rádio Moçambique, para comentar sobre o assunto, o director nacional de Combustíveis no Ministério dos Recursos Minerais e Energia, Moisés Paulino, reconheceu a ruptura de stocks em determinadas bombas da cidade de Maputo, que atribuiu a falhas na logística do sistema de combustíveis.

“Informar aos moçambicanos que não há ruptura de combustíveis. Há sim um problema logístico que o sector está a gerir. Neste momento temos navios a descarregar combustível nos portos de Maputo, Beira (província central de Sofala) e Nacala (província nortenha de Nampula)”, sublinhou Paulino.

Por isso, refutou as informações postas a circular afirmando de forma categórica que “a informação posta a circular não corresponde a verdade e também não corresponde a verdade de que haverá o aumento dos preços dos combustíveis”.

Sobre as falhas logísticas que se verificam, Paulino garantiu que até ao fim da tarde de hoje (sábado), estarão repostos os stocks de combustíveis. Para o efeito, apontou o descarregamento em curso nos principais portos do país (Maputo, Beira e Nacala).

Sobre o agravamento de preços de combustíveis, Paulino explicou que existem mecanismos apropriados para o efeito, e, neste momento, nada indica algo nesse sentido.

“Não há (agravamento do preço dos combustíveis). O governo, de uma forma responsável, sempre que há aumento de preços de combustíveis vai aos órgãos de comunicação social, anunciar aos moçambicanos de que haverá o aumento dos preços dos combustíveis”, vincou.

Por isso, apelou a toda população moçambicana para que se mantenha tranquila e não dar ouvidos a rumores ou especulações.
AIM

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *