Vagas na EDM

Loading...

 

A nossa empresa, Electricidade de Moçambique, E.P. (EDM), foi criada com a missão de produzir, transportar, distribuir e comercializar energia eléctrica, a nível nacional e internacional, em nome do Governo de Moçambique.A EDM também tem a responsabilidade de planificar, gerir e executar as actividades e projectos necessários que garantirão aos cidadãos e residentes que desfrutem de energia de forma ininterrupta. O Governo de Moçambique declarou a Energia como uma das quatro principais prioridades da estratégia de desenvolvimento do País. Portanto, a EDM assume um posicionamento central e fundamental no desenvolvimento do País.
Apenas 26% da população do País tem acesso à eletricidade. No entanto, existem ainda 4 milhões de famílias que não beneficiam de energia eléctrica e o objetivo é assegurar o acesso universal até 2030. Esta nova visão exige uma mudança na estratégia e no foco, tanto pelo Governo de Moçambique como, sobretudo, pela EDM.
O actual Presidente do Conselho de Administração assumiu o cargo em Dezembro de 2015 e, neste momento, a EDM está a passar por uma transformação, por meio de um processo de mudanças profundas e radicais, destinadas a direcionar a Empresa para um nível totalmente diferente em termos de eficiência e eficácia. A EDM iniciou uma ambiciosa agenda de transformação como um pré-requisito para enfrentar os desafios do cumprimento das suas obrigações tanto para o Governo, como para o público em geral em Moçambique. Estamos agora a lançar as bases para um esforço significativo e deliberado em direcção à nossa ambição final (ou seja, alcançar o acesso universal e tornar Moçambique um polo energético na África Austral).
A EDM tem como objectivo fornecer energia eléctrica de forma ininterrupta aos cidadãos e residentes de Moçambique (indivíduos, comunidades, empresas, etc.) e alcançar o acesso universal à energia eléctrica até 2030.
Um dos grandes projectos na transformação em curso na Empresa é “Projecto de Desenvolvimento da Central Termoeléctrica de Ciclo Combinado a Gás de Maputo de 106 MW
Este projecto surge para responder ao constante crescimento da demanda de energia eléctrica que se tem registado no País nos últimos anos e visa melhorar a qualidade e fiabilidade no seu fornecimento, em particular, na Cidade e Província de Maputo. A Electricidade de Moçambique, entidade implementadora, assegurou em Janeiro de 2014, através do Governo de Moçambique, junto do Governo do Japão e sua Agência de Cooperação Internacional – JICA, o financiamento concessional para o desenvolvimento de uma Central Termoeléctrica de Ciclo Combinado a Gás, na Cidade de Maputo, com capacidade de 106 MW.
A Central será composta por equipamentos principais, como, dois geradores accionados por duas turbinas a gás que queimam gás natural proveniente de Temane e Pande, acopladas a duas caldeiras de recuperação do calor dos gases de escape (HRSG), um gerador accionado por uma turbina a vapor, um condensador refrigerado a ar e diverso equipamento auxiliar.
A consultoria e fiscalização está a cargo do consórcio japonês TEPSCO & OC Global e a obra de empreitada do consórcio japonês Sumitomo & IHI.A construção da central iniciou em Fevereiro de 2016 e entrará em operação comercial em Agosto de 2018.
Assim, para a operacionalização deste projecto, pretende-se preencher as seguintes posições:

Boa sorte.

(19) Vagas de Emprego para Técnico de Operações

Vaga para Engenheiro Químico – 1 vaga

Vagas para (7) Engenheiros Electrotécnicos

Vagas para (12) Técnicos de Manutenção Mecânica

Vagas para (2) Técnicos de Higiene e Segurança no Trabalho

Vaga para Engenheiro Químico.

Gostou do artigo? Então curta e compartilhe com os amigos e deixe seu comentário.

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *