ÚLTIMA HORA: Manuel Chang detido na África do Sul

O antigo Ministro das Finanças, Manuel Chang, foi detido hoje no Aeroporto Internacional “OR Tambo”, de Joanesburgo, soube “Carta” de fontes seguras. Ele estaria a fazer uma ligação para o Dubai. Não se sabe ao certo o motivo dessa detenção. “Carta de Moçambique” apurou, no entanto, que a detenção se enquadra num mandado de captura internacional relacionado com lavagem de dinheiro. Segundo uma fonte segura, a detenção não tem nada a ver com o processo da dívida oculta. Por outro lado, disse a fonte, existem evidências de Manuel Chang possuir, a par de outro antigo ministro do ex-Presidente Armando Guebuza, avultada fortuna em contas na Suíça, perfazendo, no conjunto, mais do que o valor da dívida oculta.

 

Manuel Chang é deputado da Assembleia da República e eventualmente viaja com passaporte diplomático. Se a notícia se confirmar, sua detenção só poderá ser por indícios graves de conduta ilegal. Chang era Ministro das Finanças quando Moçambique contraiu, no consulado do Presidente Armando Guebuza, uma dívida, com garantias soberanas, a taxas altamente especulativas na ordem de 2 bilhões de USD.

 

O processo de endividamento foi ilegal e uma investigação parcial da PGR, encontrou já evidências de que terão sido cometidas graves infraccões de ordem financeira. Boa parte do bolo, pouco mais de 500 milhões de USD, não chegou a entrar em Moçambique, não se conhecendo o seu rasto, de acordo com uma auditoria de Kroll, de 2016.  Por outro lado, são escassas as evidências físicas dos materiais supostamente adquiridos com o valor contratado, para além das atuneiras da Ematum e algum equipamento militar, a maioria já em estado de obsolescência. O Dubai foi o centro usado como placa giratória onde o esquema foi montado e é onde, eventualmente, parte de montante de que não se conhece o rasto, está depositado.

 

Manuel Chang vai ser extraditado para os EUA

 

 

Carta

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *