Advogado diz que filho de Armando Guebuza teme pela sua segurança e houve tentativa de envenenamento de toda a família Guebuza

Advogado da família Guebuza Alexandre Chivale diz que Ndambi Guebuza não discutiu questões processuais porque entende que se trata de perseguição política que iniciou em 2015.

É só imaginar que neste período de quatro anos foi barbaramente assassinada a irmã, houve e tem estado a haver campanhas vexatórias nas redes sociais contra a sua família, e o seu pai em particular. Mas mais do que isso, no ano passado houve uma tentativa de envenenamento de toda a família Guebuza por via de um pudim contaminado com pesticida orgânico fosfórico.

Todos esses factos levam Ndambi Guebuza a temer pela sua segurança. O pedido que ele pediu-me que transmitisse é que se o problema é político e tem que ver com (ganhar) eleições, pede que seja o último da família Guebuza a ser sacrificado por isso.

Ele disse claramente que teme pela sua vida ao se aplicar uma medida como esta e nos moldes em que tudo foi feito como se ele fosse foragido.Citado por jornal “O PAIS”

O Juiz da instrução criminal do tribunal judicial da cidade de Maputo, Délio Portugal, decidiu, hoje, manter em prisão preventiva, o filho do antigo presidente da república, Ndambi Guebuza, no mediático caso das dívidas ocultas.

Ndambi Guebuza faz parte dos nove (9) arguidos sob custódia das autoridades de justiça em conexão com o caso, incluindo o antigo ministro das finanças, Manuel Chang, que se encontra encarcerado na vizinha África do Sul onde aguarda pela decisão do tribunal sobre a sua eventual extradição para os Estados Unidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *