HCB vende 2.5% das suas participações

Loading...

São, no total, 680 milhões de acções da Hidroelétrica de Cahora Bassa (HCB), correspondentes a 2.5 por cento da estrutura da empresa, que estarão à disposição dos moçambicanos, entre os dias 17 de Junho a 12 de Julho do presente ano, numa operação que deverá encaixar mais dois biliões de meticais.

A ideia é vender um total de 2.1 biliões de acções da empresa, que correspondem a 7.5 por cento. Mas sobre os restantes cinco por cento da empresa, o PCA da HCB diz que os resultados desta operação poderão ditar o caminho a ser tomado nas próximas vendas, sendo que o preço de cada acção poderá aumentar.

A operação vai ser feita através da Bolsa de Valores de Moçambique. Uma razão de satisfação da Bolsa, mas prefere destacar os ganhos que a venda dessas ações vai trazer para o mercado de capitais do país como um todo.

Com a supervisão do regulador do mercado de capitais, que é o Banco de Moçambique, o BCI e o português banco BIC são os intermediários da operação. Os bancos garantem que está tudo acautelado para garantir que até os moçambicanos fora da banca formal possam ser donos de parte da Hidroelétrica de Cahora Bassa.

Os potenciais investidores das ações da HCB estão divididos em quatro segmentos, sendo que cada um deles tem um número mínimo e máximo que pode comprar. Os segmentos são: Trabalhadores da HCB, Pequenos Investidores Nacionais Singulares e Investidores Nacionais Colectivos.

Note-se que é indispensável ser moçambicano para que possa ter acesso a estas acções.

Opais

Gabriel Simao

Gabriel Simao É um Blogueiro Moçambicano especialista na produção de artigos de grande qualidade na Pagina Web INFROMOZ.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *