“Moçambique mudou e jamais será como antes”, Filipe Nyusi

Loading...

Hoje é o dia do Informe Anual do Presidente da República. Para o efeito, Filipe Nyusi encontra-se no parlamento desde às 10 horas para se referir ao estado da nação. Logo a iniciar o seu discurso, Nyusi disse que se no princípio do seu mandato tivesse dito que revertia a inflação, que completaria electrificação do país, que aprovaria os pacotes da descentralização, alguns teriam dito que a fasquia do novo governo estava demasiado alta. Por isso, Nyusi sugeriu que os moçambicanos aceitem e reconheçam que o país ultrapassou os desafios, com apoio de todos que esqueceram as diferenças em prole de um objectivo nacional.

Segundo entende o Presidente da República, Moçambique mudou e jamais será como antes, pois entre várias adversidades enfrentadas ao longo dos cinco anos, o Governo conseguiu vencer as questões de fundo que interferiram no crescimento económico. São os casos das secas no Sul, as cheias e secas no Centro e Norte do país. Nessa questão, afirmou o Presidente, o Governo teve de adoptar medidas excepcionais para salvar vidas e repôr infra-estruturas muito por causa dos ciclones Idai e Kenneth que arrasaram os moçambicanos. Como resposta aos ciclones, lembrou, o Governo activou alerta vermelho e em bom tempo colocou equipas de salvamento, providenciando assistência humanitária e reassentamento do povo em zonas seguras. Na percepção de Nyusi, a maior adversidade natural trouxe ao de cima o melhor dos moçambicanos, a solidariedade proveniente do mundo inteiro.

Aliadas às questões das calamidades naturais, outra adversidade ainda enfrentada pelo Governo do Nyusi e que o Presidente fez referência esta manhã na AR tem que ver com os ataques dos malfeitores em Cabo Delgado, que iniciaram em Outubro de 2017. Para o Presidente, os ataques afectam o processo de desenvolvimento à imagem da queda de carvão e alumínio, que encarece exportações.

Como forma de reverter as adversidades enfrentadas ao longo do quinquénio, Nyusi afirmou que o Governo lutou e resistiu. “As adversidades puseram à prova a capacidade de transformarmos obstáculos em oportunidades”. Nisso, acrescentou o Presidente, o Governo trabalhou para aumentar a produção, em particular a agrícola, de modo a reforçar a resiliência do povo, que soube estar unido engajado no aumento da produção.

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *