Membros da Renamo vandalizaram uma escola e tentam roubar urnas em Sofala

Loading...

Trezentos membros da Renamo vandalizaram uma escola, no distrito de Macanga, em Sofala com o intuito de roubar urnas. De acordo com a Polícia, os indivíduos incendiaram ainda várias casas e em conexão com as ocorrências há nove detidos.

Tudo parecia correr bem. Logo nas primeiras horas, várias pessoas afluíram às urnas para exercer o seu direito cívico, mas lá para o fim do dia e princípio da noite começou a confusão.

Em todo país, a Polícia da República de Moçambique registou 22 ilícitos eleitorais e como consequência houve 72 indivíduos detidos, sendo que destaque vai para a província de Sofala, onde 300 membros da Renamo tentaram roubaram urnas de voto.

O Comando-geral da PRM diz não ter nenhuma informação sobre o baleamento mortal de um cidadão no distrito de Nacala-Porto, em Nampula e muito menos da detenção de observadores eleitorais nas províncias de Gaza e Inhambane.

Não obstante essas ocorrências, a Polícia descreve como tranquilo e ordeiro o ambiente como decorreu o processo de votação.

OPais

Jacinto G. Manusse

É um Empreendedor e Consultor de Marketing Digital que dedica a sua vida à produção e partilha de conteúdos de grande qualidade, contando já com alguns dos mais reconhecidos blogs em Moçambique.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *